4 de setembro de 2015

Aprendendo a comer Lentamente


Olá garotas, achei este post em um blog e achei muito interessante. Uma coisa que preciso compartilhar como vocês: Meu Avô tem quase 90 anos, e ele come muito devagar. Sempre come em pequenas porções, e demora muito. Geralmente todo mundo já acabou de comer, e ele está lá no meio do prato. Ele é bem baixinho e pesa 54 ou 57. Ele diz que quando peso dele chega a 57, ele faz de tudo para voltar pro 54. Ele não come depois das 19:00, e sempre vai dormir as 20:00. Acorda entre 06:30 a 7:00 da manha. Come um Beju ( é assim que se escreve? ) e um copo de leite. É impreessionante a vitalidade dele, ele anda sozinho. E quase não precisa de ajuda em nada. A não ser limpar a casa e tal. Mas ele cozinha, faz o jogo dele sozinho e paga as contas também. 
Ele sempre falou sobre a importância de comer devagar. E eu tenho tentado aprender com ele, a demorar e saborear e mastigar bem a comida. 
--

Comer muito depressa é uma das características mais delicadas do comportamento alimentar de quem quer emagrecer. Você sabia que quando ingerimos a comida devagar nos sentimos saciados com menos alimento? É que o cérebro leva cerca de 20 minutos para mandar embora a sensação de fome, não importa o quanto você tenha comido. Para diminuir a velocidade, considere as dicas a seguir:

- Coloque pequenas quantidades de alimento no garfo. Deposite os talheres na borda do prato enquanto mastiga devagar.
- Não coloque outro alimento na boca antes de engolir o primeiro bocado.
- Saboreie o alimento. Quanto mais tempo a comida permanece em contato com as papilas gustativas (pequenas estruturas responsáveis pela percepção do gosto da comida), maior a sensação de prazer.
- Use os cinco sentidos. Sinta o cheiro, o paladar, a textura e a temperatura do alimento. Esforce-se para diferenciar os ingredientes.
- Faça uma pausa maior a cada 3 ou 4 garfadas. Preste atenção na sensação progressiva de saciedade que vai surgindo, perceba que a fome está indo embora.
- Esqueça a regra de limpar o prato. Só coma enquanto estiver com fome e não porque ainda há comida servida.
- Comece sua refeição pela salada, e faça desta etapa da refeição a mais tranqüila, apreciando cada garfada, sem pressa de chegar ao prato principal.
Se lhe parece difícil estabelecer o controle, é possível investir em treinamentos. Veja estes exemplos.
Treino 1 - Escolha uma fruta de sua preferência e conte o tempo que demora para ingeri-la. No dia seguinte tente aumentar esse tempo: use garfo e faca, dê uma pausa entre os pedaços, mastigue mais. E vá tentando aumentar o tempo, dia após dia. Quanto mais devagar, menos você vai precisar comer para saciar sua fome.
Treino 2 Este exercício vai ajudá-la a sentir a diferença entre a fome de verdade e a vontade de comer provocada pela ansiedade. Escolha um dia tranqüilo para tomar um café da manhã como de costume. Aí, não coma mais nada, até que a sensação de fome comece a aparecer (em geral, de cinco a seis horas depois). O estômago contrai, vem uma leve fraqueza. Então, comece a se alimentar, mastigando cada bocado de vinte a vinte e cinco vezes, bem devagar. Faça pequenas pausas a cada dois minutos. Aí, preste atenção como a sensação de fome vai sumindo. Isso é que é a saciedade!
Fonte: Link 

4 comentários:

  1. Oi, gostei muito do seu blog, especialemente desse post. Nesse momento estou mesmo precisando comer mais devagar, até saciar a fome com pouca comida. Força!
    Dá uma passadinha no meu blog pra darmos força uma a outra, tá? Xoxo
    mundoskinny.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irei visita-la sim!
      É sempre bom mesmo, além de ser bom para saciar também é ótimo para o organismo.

      Abraços da Lua

      Excluir
  2. Muito interessante seu vovozinho. Ele deve ser fofo.
    Esse post sem dúvidas me ajudou muito. Eu como muito depressa, e sempre ponho muito alimento na boca.

    Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um amorzinho, ás vezes meio sério. Mas é um amorzinho ♡ ♡
      Que bom. Eu também era assim, tento mudar aos poucos.
      Espero que consiga mudar :))

      Abraços da Lua

      Excluir

Agradeço o comentário, minha Borboleta!!